Ética? Mas, você sabe como estar em compliance?

Você sabia que como sócio, ou dono, é co-responsável pelo que acontecer na sua empresa?

O problema é que ninguém executa ou constrói nada sozinho! Nas relações entre os diversos envolvidos no dia-a-dia, são criadas oportunidades de se cometerem pequenas e grandes fraudes. É preciso saber como os envolvidos irão reagir a estas oportunidades.

De acordo com o ambiente em que ocorre esta relação entre dois lados, quanto mais desorganizado e confuso o contexto, mais fácil fica para o fraudador.

E, diferente do que diz o senso comum, estes deslises de ética podem ocorrer em empresas de todos os tamanhos, não só nas grandes.

Aproveitando o tema, vamos olhar como andam as empresas de Engenharia e Construção no tema de Compliance – ou seja, em atendimento às regras de ética?
As empresas do setor da construção são especialmente vulneráveis a deslises de ética. Realizam em suas atividades diárias diversas interações com clientes, fornecedores e parceiros, geralmente envolvendo grandes quantias em dinheiro, pela própria natureza do negócio.
Etica-e-compliance

Como evitar a falta de ética na empresa?

Com fazer, se não podemos estar presentes em todas as negociações da empresa? A solução é criar um ambiente de controle que traga a transparência e rastreabilidade necessários para uma tomada de decisões que seja formalizada e adequada à missão da empresa!

Como avaliar a ética de sua empresa?

  • Ela possui procedimentos formalizados e implementados para os processos de negociação? – não adianta se ficarem guardados na gaveta.
  • Os cargos e responsabilidades na empresa são definidos de acordo com alçadas de aprovação, de modo que todos saibam quando devem decidir, e quando devem passar adiante? – ou decisões que podem interferir no futuro da empresa são tomadas em campo.
  • Os relatórios internos e externos são formatados para informar o que é necessário a cada interessado? E são devidamente analisados quando emitidos? – ou são apenas para cumprir obrigação.
  • Os fornecedores e demais parceiros são selecionados em uma competição justa, e são avaliados por desempenho? – Ou sempre se seleciona o mesmo, e os demais são chamados para balizar valores.
  • E sua equipe: sabe como agir diante das diversas situações que podem encontrar em uma negociação e que podem levar a uma situação de fraude? – ou são cobrados por algo que não são treinados para lidar.

Como está a ética de sua empresa?

Se tudo o que listei acima, entre outros, estiver implementado em sua empresa, provavelmente você está em um ambiente de controle que busca a transparência. Mas sempre se pode melhorar algum aspecto, como versa a Melhoria Contínua.

Porém, se existem fragilidades em seus controles, melhor começar a agir para mudar isto. Você pode estar em um ambiente onde pessoas tomam decisões em que você pode ser co-responsabilizado, mesmo sem saber!

Abraço! #obralegal

Barbara.

Entre em contato para apoiar na melhoria de seus controles e do registro de suas decisões!

Arquiteta e Gerente de Projetos, Barbara Kelch Monteiro é sócia titular da Kelch Consultoria. Possui MBA, PMP e MRICS.

Com 20 anos de experiência no Desenvolvimento de Projetos no setor da Construção e 4 anos de experiência em Auditoria, Gestão e Controle de Projetos de Engenharia e Construção na PwC.

Mediadora judicial e privada, é membro do DRBF – Dispute Resolution Board Foundation.

Entre em contato: consultoria@kelchconsultoria.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here