Metodologia para dimensionamento de equipe para execução da estrutura de concreto armado (ECA)

Atualmente é comum encontrar nas construtoras a utilização de funcionários próprios no canteiro de obra, em um movimento contrário à terceirização que domina o setor. Neste contexto o artigo aborda especificamente o serviço de carpintaria, responsável pela execução da ECA. Uma solução para combater a escassez de mão de obra e seus efeitos negativos, como queda de qualidade, atraso no prazo e aumento de custos. O artigo procura demostrar metodologia de dimensionamento e planejamento da equipe própria de carpinteiros, utilizando ferramentas específicas para organizar a força de trabalho na produção, otimizar o processo de dimensionamento, diminuir a ociosidade e aumentar a produtividade.

 

METODOLOGIA

 Processo para análise

Para realizar o dimensionamento da equipe de execução da ECA, foi necessário realizar um levantamento baseado no histórico de resultados obtidos por diversas obras executadas pela construtora, ao todo foram coletados dados de 13 obras.

Para demonstrar os resultados do estudo de caso é necessário compreender os conceitos de Razão Unitária de Produção (RUP) e de algumas ferramentas criadas através do banco de dados.

 

Razão Unitária de Produção (RUP)

Indicador de produtividade que é igual ao número de homens-hora, por quantidade de serviço. Quanto maior a RUP pior a produtividade alcançada. A RUP pode ser medida em diferentes intervalos de tempo, possibilitando a utilização em diversos serviços.

Diversos fatores podem influenciar a RUP, a construtibilidade (dificuldade) de determinada ECA, a tecnologia implantada (equipamento ou sistema), imprevistos (chuva, atraso na entrega de concreto) e a qualificação da equipe.

Para compreender a metodologia implantada na empresa é necessário entender a diferença das Razões Unitárias de Produção (RUP) adotadas neste projeto.

Figura 1. Razão unitária de produção

Construtibilidade: Dificuldade de execução de determinada ECA, definida qualitativamente através da Régua de Construtibilidade (apresentada a seguir). A construtibilidade de uma ECA pode ser classificada como boa, média, ruim ou desafio. Através da RUP obtida do gráfico área-volume (apresentada a seguir).

 

Estatística: Cumulativa, duração (horas) total para execução de todos os trechos da estrutura dividida pela quantidade de serviço total.

Potencial, mediana obtida sobre os valores de RUP inferiores a cumulativa, organizados de forma decrescente.

 

Financeira: Paga, valor de produção que considera os encargos trabalhista e premiações.

Trabalhada, valor de produção que considera apenas as horas disponíveis para o trabalho.

 

Gráfico Relação Área-Volume x RUP

O gráfico Relação Área-Volume foi obtido através do estudo de diversas obras da construtora. Em seu eixo horizontal esta a relação área de fôrma/volume de concreto, no eixo vertical a RUP (potencial/cumulativa, paga/trabalha).

Utilizando o dado área de fôrma/volume de concreto, pode-se obter o valor da RUP, utilizando uma das três linhas de tendência (média, +5% e -5%), a escolha das três linhas fica a critério da Régua de Construtibilidade.

Figura 2. Gráfico Área-volume x RUP

 

Régua de Construtibilidade

A Régua de Construtibilidade é formada por 11 fatores que definem a dificuldade de determinada estrutura (boa, média e ruim). Estes fatores são divididos em 4 categorias (global, pilar, viga e laje). Através do resultado é possível definir qual linha de tendência utilizar.

Figura 3. Régua de construtibilidade

 

Plano de Ataque da Estrutura

 Após a definição da RUP os departamentos de Produtividade e Planejamento elaboram o Plano de Ataque da Estrutura, definindo a sequência executiva da ECA, os trechos simultâneos e suas implicações na dinâmica do canteiro da obra.

Com a sequência de execução dos trechos é possível planejar a reutilização das fôrmas analogamente além de otimizar o processo de fabricação. Locais de estocagem e processamento também são definidos neste planejamento e serão publicados no Projeto de Canteiro de cada empreendimento.

Figura 4. Plano de Ataque – Projeto de Produção ECA

Dimensionamento

Após definir a RUP e a sequência executiva , é utilizada a Planilha de Dimensionamento para calcular a quantidade de carpinteiros que e definir os valores de fechamento da tarefa, posteriormente este valor será utilizado pelo departamento de Orçamentos.

Figura 5. Dimensionamento da equipe[/caption]

 

 

Figura 6. Projeto de Produção de Estrutura

Acompanhamento

Após finalizado os processos de dimensionamento e planejamento, o Projeto de Produção de  Estrutura é finalizado.

Durante a execução da obra é realizado o controle mensal, verificando os serviços realizados e corrigindo caso necessário para se obter o resultado esperado.

 

ESTUDO DE CASO

Confira a aplicação da metodologia, em um estudo de caso completo.

Dimensionamento de equipe ECA – Estudo de Caso

rup7

rup8

3 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelo método descrito e apresentado. Grande contribuição ao desenvolvimento das estratégias para a execução de elementos de concreto.
    Nós também fazemos isto, mas apenas de forma intuitiva.
    Obrigado pela gentileza que nossa empresa passará a utilizar.
    Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here