Planejar um bom uso das ferramentas elétricas é essencial para obter o melhor custo benefício nas obras. Uma dica básica é sempre utilizá-las para a finalidade que se destinam e observar características como potência e capacidade. Improvisar pode causar acidentes e danificar o equipamento. Também é importante utilizar acessórios específicos para cada ferramenta e evitar adaptações que sobrecarreguem o uso.

A construtora deve sempre substituir o equipamento quando a operação ou a funcionalidade estiver comprometida. Como determina a NR-18 (Norma Regulamentadora no 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Civil), os trabalhadores devem ser treinados para operar as ferramentas de modo seguro e adequado para cada tipo de serviço.

Para isso, é importante ter um bom planejamento, definindo a metodologia executiva dos serviços para cada etapa da obra, evitando que falte ou sobre alguma ferramenta. O prazo da obra e o número de funcionários influenciam diretamente na quantidade necessária no canteiro.

Há diversos fatores a serem considerados na hora de usar uma ferramenta elétrica, tais como os materiais que serão trabalhados, os resíduos gerados, a temperatura ambiente e a umidade no local. Seguir as orientações dos fabricantes é importante para conseguir melhor desempenho e aumentar a vida útil do equipamento.

Para isso, a equipe da ConstruLiga localizou links de acesso aos catálogos eletrônicos online de 10 fornecedores e fabricantes que atuam no mercado nacional. Acesse e confira as dicas de uso e manutenção para cada ferramenta específica.

2 COMENTÁRIOS

  1. Tenho lido seus posts e está muito interessante!
    Gostaria de compartilhar alguns no Face da minha empresa, pois podem ser interessantes para meus clientes também, a Prisma Comercial fornece ferramentas, ferragens, proteção para construção civil.
    Um Abaço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here